sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

The Greatest Love Story - La Gran Historia de Amor


UMA ESPOSA EXULTANTE, QUE CANTA SUAS BODAS...
                                            The Greatest Love Story
                                                    Third Exodus Assembly

                             video


                                  
                                  La Gran Historia de Amor
                                        By Tabernáculo Arica/ Chile





A GRANDE HISTÓRIA DE AMOR
Versão Português: Tabernáculo O Alarido Jundiaí- SP

Cifra: Tabernáculo El Shadday

C                          G/B                  Am                      Am/G

Deixei minha terra deserta buscando repouso
C                         G             Am                  Am/G
Tropeçando em amnésia, amargurada e destroçada
C                         G                                  C
Conheci o Parente Redentor, um Ser Poderoso
G                         F                                    G
Tirou essa moabita do campo e ao seu ligar me levou
C                     G/B                          Am                     Am/G

Disse: não temas filha minha tu és parte de Mim
F                                                                 G
Não descansarei até que ao Meu lado estejas
C                  G                 Am        C                   F
Faço tudo aquilo que pedires a mim, és minha jóia amada
G                                      C
Mulher virtuosa És Minha Esposa
C                           G/B                     Am                            Am/G

Respondi o teu chamado e o Senhor me tem coberto
C                     G/B               Am                          Am/G
Com os olhos da fé eu vejo os mistérios sendo revelados
C                     G                      F                        C
Agora eu sei quem  sou e reclamo o que é meu
G                                  F                                      G
Sou a Esposa do Cordeiro e fui comprada por um preço

C                  G/B                     Am                    Am/G
Olho atrás e vejo amor e graça me tens dado
C              G/B                    Am                                   Am/G
Senhor eu fico de joelhos, Tú Conheces meus pensamentos
C                               G/B
Quando eu preciso... És Jeová Jire
F                               C
Jeová Rafa...O Grande Curador
G             F                            G                        A
Estou em Sua Palavra por fé, Tu és mais que capaz

D                                             G                                          D
Levou minhas cargas sobre Si eu sei que me amas
A                            G          A                               D
Redenção pelo sangue: A grande história de amor
G
Completa restauração, plena redenção
D                         Bm
É o que os Sete Selos na Nuvem testificaram
Em                                       A                                                            D
Meu redentor não esta morto, mas vive hoje e regressou por ti e por mim





O Casamento já se deu. Mas essa é uma  convicção é pessoal e instranferível. 


sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

O Jumentinho e o Rei

Escrevi esse hino em 2004, se me lembro bem. A principio fui tocado pela poesia do quadro da entrada triunfal de Jesus em Jerusalém sobre o pequeno animal. Na época foram apenas duas estrofes, a primeira e a segunda. De qualquer forma, foi mais uma canção que foi para " a gaveta ". Em 2005 - creio eu - Deus me apresentou ao meu Ir. Gerson Silva. Na verdade foi ele quem descobriu o valor da canção, e agregou a ela a sensibilidade de sua harmônica ( espécie de gaita ). Ainda assim, faltava alguma coisa, que eu não sabia o que era, de modo que fiquei atento  ao que o Espírito diria no Seu Mover. Encontro Nacional de Pastores no Ginásio da Portuguesa em São Paulo. Algumas mensagens ali apontaram o caminho para a terçeira estrofe, que foi concluída nos dias do próprio encontro, mas não conseguimos canta- lo na ocasião.  Mas foi só em São Carlos alguns anos depois, numa série de reuniões especiais que fui entender de fato por que veio a inspiração para esse hino. Ele estava conectado a Algo infinitamente maior. Depois o Pastor José Alberto dos Santos me apresentou ao parágrafo abaixo da Mensagem Qual é a Atração Sobre a Montanha, parágrafo esse que me havia passado por alto. Simplesmente Deus. Tudo Ele.



 São Carlos/ SP - Tabernáculo sob a responsabilidade do Pastor Lukemba Luansi. Reuniões Especiais com o Pastor Vin Dayal


 
Qual a Atração Sobre a Montanha ?

119 – Oh, lá haverá uma verdadeira chuva temporã e seródia nos últimos dias sobre aquele pequeno grupo que vem com Ele neste jumentinho, pobre e humilde, sem dúvida ou denominação, clamando, “Hosanas ao Rei que vem no Nome do Senhor!” Qual é o problema hoje? Qual é a atração da montanha?


        O Jumentinho e o Rei - Versão Estúdio ( Para Baixar em .mp3)
        Letra, Música e Violão: Eduardo Martins
        Arranjos, Piano e Strings: Abner Melo
        Harmônica: Gerson Silva


Lá vem o jumentinho
Conduzindo em seu caminho, o Rei
Pela estrada empoeirada, ficam marcas das pegadas
Que ele fez
A multidão se aglomera, o povo de desespera
Pra ver o Rei
E o jumentinho orgulhoso, por trazer montado em seu dorso
O Grande Rei

REFRÃO

Com cuidado, em seus lombos vem trazendo Emanuel
O Supremo Criador do mar, do céu
Que honra essa lhe coubera, conduzir sobre essa terra o Grande Rei
Era Deus, mais uma vez oculto em simplicidade,
Mas não se engane quem entrava na cidade
Sobre um jumentinho
Era sim, Sua Majestade, o Rei

Que cena da maior candura,
O Criador e a criatura, a caminhar
Alheios ao que se dissesse
Por que talvez um outro rei quisesse muito mais
Uma carruagem imponente, belos cavalos a sua frente
Ele rejeitou
Para assim em coisas tão sutís, nos mostrar que não está aqui
Nosso tesouro
( que não é prata e não é ouro )

Mas o quadro se recria e como foi naquele dia, em Jerusalém
Deus está aqui presente, andando em meio a essa gente,
Mas ninguém vê
Se a alguém possa interessar, quem sabe ao longe avistar
Por onde vai O Rei
Preste atenção nos elevados, nas campinas nos valados
Nos rincões

REFRÃO II

Faço vos saber, que o Rei não está em uma montaria
Mas num povo que Seu Nome anuncia
Bem ouvimos sua voz, convosco e em vós Eu estarei
E assim Deus, mais uma vez oculto em simplicidade
Está a viver, a caminhar pelas cidades
Por que em seu coração
Você conduz, o Rei

                                                       


                                              

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Levanta- te, Josué !!!



Levante- te Josué ! Moisés, Meu Servo já é morto !



video


Levante- te
Edgardo Rivera
Versão em Português e Cifra: Tabernáculo El Shadday

Veja que te mando que sejas valente
E faças conforme a minha vontade
O grande Josué dessa ultima era
Todo demônio derrotará.

Levanta-te cruza este Jordão
Que a vitória perto está
Lavanta-te cruza este Jordão
Pedra de coroa é nossa herança (2x)


Todos os reinos te hei de dar
Pela promessa que jurei a Abraão
Por essa terra terás que lutar
Porém contigo hei de estar.


Eu creio nisso !

sábado, 18 de dezembro de 2010

Retratos de Um Avivamento



Numa humilde igrejinha como a nossa, pode ser que o Todo Poderoso tenha vindo e consirado o baixo estado de seu povo.

Senhores é Este o Tempo ? Par. 308



Fotos e Vídeo Por Ir. Ronan Candini

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Não Há Soldado Fraco !

             
 Inspirado na Mensagem Pregada pelo Pr. Júlio César  na Convenção Anual de Tobago 2010      
       Link para a Mensagem:  http://www.avozdosetimoanjo.com.br/convencao-tobago-pr-julio-cesar-08-08-2010


                                  video


NÃO HÁ SOLDADO FRACO
 Letra e Música: Ir. Marlon Kleimann
Gravado no Tabernáculo El Shadday

Avante soldados de Cristo,
Marchemos sem temer
Ele é o General que nos dá
A força pra vencer
Com a espada desembainhada
Em nossa frente vai o Rei
Não há quem possa nos deter,
Pois esta promessa é de Deus

Mil cairão ao teu lado
Dez mil a tua direita
Mas tu não serás atingido
Cristo é refúgio e fortaleza.

Colocados em ordem de combate,
Ao som da trombeta de Deus
Ele tem trovejado,
Diante do exército seu
E tem dado toda a armadura,
Que é a Sua Palavra
E não há soldado fraco,
Diga o fraco eu sou forte

Os céus e a terra tremem,
Diante do povo do Senhor
Na frente um fogo consome,
Atrás uma chama abrasa
Ajuntai-vos todos os povos,
Ao redor da Palavra
Ela é espada é escudo,
Para todo que Nele crer


terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Em todas as linguas...


idiomas....

                            dialetos...

                                  video

                                                                 Louvai ao Senhor !


Aleluia! Louvai a Deus no seu santuário; louvai-o no firmamento, obra do seu poder.
Louvai-o pelos seus poderosos feitos; louvai-o consoante a sua muita grandeza.
Louvai-o ao som da trombeta; louvai-o com saltério e com harpa.
Louvai-o com adufes e danças; louvai-o com instrumentos de cordas e com flautas.
Louvai-o com címbalos sonoros; louvai-o com címbalos retumbantes.
Todo ser que respira louve ao SENHOR. Aleluia!
                                                                                                         Salmo 150

domingo, 12 de dezembro de 2010

Tempo de Adoração - Por William Marrion Branham

210 Agora, deixe-me apenas ler o restante disto para que eu possa levar isto a
você rapidamente agora, o 8° verso:
E, havendo tomado o livro, os quatro animais e os vinte. . . e os vinte e
quatro anciãos prostraram-se diante do Cordeiro tendo todos eles harpas e
salvas de ouro cheias de incenso, . . . e as orações dos santos.
211 Agora, esta é a hora quando tudo deve adorar. Agora, recordem, quão
apropriado. Agora, não percamos isto agora. Ouçam atentamente. Quando
todos os mistérios da era da igreja são terminados, quando todos os mistério
dos planos da redenção, aqueles sete selos se abrirem -- imediatamente depois
disto, agora veja, é hora para -- para tudo no céu e tudo na terra adorarem a
Deus. Agora, observe o que acontece. Ouçam isto, apenas ouçam isto só um
minuto:
E cantaram um novo cântico, dizendo: dígno és. . .
212 Ouçam que adoração foi esta. Os anciãos, as bestas, tudo prostrou bem
diante Dele (vêem?), assim, quando Ele executou o Seu plano completo. É
hora de adorar agora. Vêem?
E cantavam um novo cântico, dizendo: digno és de tomar o livro e de abrir
o seus selos, porque foste morto e com o teu sangue compraste para Deus
homens de toda tribo,. . . língua, e povo, e nação;
E para o nosso Deus os fizeste reis e sacerdotes; e eles reinarão sobre a
terra. (ouçam, aquelas almas remidas clamando ali fora.)
E olhei e ouvi a voz de muitos anjos ao redor do trono, e dos animais, e dos
anciãos; e era o número deles milhões de milhões e milhares de milhares;
(tudo no céu está adorando este Cordeiro. Vêem?)
Que com grande voz diziam: digno é o Cordeiro. . . (Aleluia. Aleluia.). . .
que foi morto, de receber o poder, e riquezas, e sabedoria, e força, e honra, e
glória, e ações de graça.
213 Ouçam, “E cada criatura. . .” ouçam o que João fez.
“E ouvi a toda a criatura que está no céu, e na. . . terra, e debaixo da terra,
e que está no mar, e todas as coisas que nele há, dizer. . . (João) . . . dizendo,
ações de graça, . . . honra,. . . gloria,. . . poder, sejam dadas àquele que está
assentado sobre o trono, e ao Cordeiro para todo o sempre e sempre.
214 João realmente deve ter tido um pentecostes próprio. Ele disse: “Cada
criatura no céu, cada criatura na terra, cada criatura debaixo da terra, cada
criatura que estava no mar, me ouviu dizendo, Amém, glória, honra, poder, e
ações de graça estejam sobre aquele que está assentado sobre o trono, aquele
Cordeiro.”
215 Tempo de adoração. Amém. Como eles fizeram isto? Aqui está a Sua
Palavra. Você. . . Todos eles ouviram isto.
E os quatro animais disseram, Amém. . . (“Você está certo, João apenas
grite e louve-O o mais alto que você puder.” Isto. . .). . .me ouviu dizendo, ações de graça, Amém, glória, sabedoria, poder, e
força. . .. . .e os vinte e quatro anciãos prostraram e adoraram aquele que
assentava. . . que viveu para sempre e sempre.
216 Que linda história. Agora, eu não tenho tempo. Eu tenho isto escrito, algum
contexto sobre isto aqui, mas na nossa próxima reunião antes de podermos
entrar nisto. . . Talvez quando eu sair de minhas férias ou algum outro tempo,
eu quero apanhar estas setenta semanas de Daniel e atá-las bem aqui, e mostrar
aqui e levar isto ao Jubileu pentecostal, trazer imediatamente de volta com
aquelas sete pragas -- aqueles sete selos para abrir aqui antes de irmos, e
mostrar que isto está no fim.


Apocalipse 5 II Parte

sábado, 11 de dezembro de 2010

Inegavelmente, um autêntico Canto de Redenção

Digno é o Cordeiro - Grupo Shalom


O entendimento e a compreensão do Plano da Redenção em sua consumação é algo que requer uma constituição espiritual diferenciada.  É preciso trazer na alma desde a eternidade uma predisposição para crer no Sobrenatural, por que é nesse plano ( sobrenatural )  que a Redenção está se manifestando hoje. Segundo o Anjo disse ao Irmão Branham, isso não está ao alcance dos pentecostais: " Não queira ensinar coisas sobrenaturais a bebês pentecostais " , disse ele. De qualquer forma, vez por outra, alguém produz nesse terreno algo digno de nota, como é o caso Grupo Shalom, que compôs o hino, Digno é O Cordeiro, baseado no quadro que se desenrolou em  Apocalipse 5. Quiçá pudessem compreender a dimensão e o significado da obra que realizaram.  Interpretado com com o brilho característico pelo Conjunto da Fé de Goiânia. Seria de grande injustiça não mencionar também o clip feito com o hino e com cenas extraídas de algum filme, também sob a responsabilidade da equipe do Tabernáculo da Fé/ GO. Se alguém tiver conhecimento de que filme essas cenas foram extraídas, favor anotar nos comentários. Agradeçemos.


video


               Para quem sabe do que se trata, arrebatador !


O Livro Selado
Grupo Shalom
Composição: João Batista Silvério do Nascimento
Vi um Livro selado escrito por dentro e por fora
Sobre um Trono um Ser radiante com vestes reais
Neste Livro selado ninguém poderia tocá-Lo
Desatar os seus Selos ninguém foi achado capaz
Vi um Anjo bem forte bradando com grande voz
Quem é digno de abrir O Livro e seus selos quebrar
Mas não houve vivente no céu na terra e no mar
Que fora digno de olhar para O Livro e Nele tocar
Coro
Eu estava chorando quando um anciao bradava
Hóhóhó não chores mais, eis aqui o Leão de Judá, a raiz de davi
O Cordeiro de Deus Ele O Livro abrirá.
Levantando os olhos eu vi que um Ser aproximava
Foi tomando O Livro da mao daquele que estava lá
Anciaos animais e viventes se prostraram a Ele
Tendo harpas e salvas de ouro começaram louvar
Ele é Digno de tomar O Livro e abrir os Seus Selos
Ele tem todo poder, ele é o Leão de Judá a raiz de davi
O Cordeiro de Deus Ele O Livro abriu
Declamação

Sabedoria riqueza e poder forças honras e glórias ações de graças
Sejam dadas a ti eu o louvarei o adorarei eternamente
Digno é o Cordeiro de Deus, Digno de tomar o Livro e os seus Selos quebrar
Ele é o Cordeiro que foi morto mas a morte venceu Ele reinará
Pra todo sempre amém, amém, amém, amém, amém,  amém.
                                                                                        
                                                                                                                                    Eu creio nisso !

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

" Porquanto tú tens escolhido...

                                                          ... o caminho estreito


video

o mais difícil "


Num tempo em que decisões tem sido tomadas, pela perda, pela reprovação, pelo opróbrio, uma canção que vem como unguento a alma...


Caminharei nesse caminho...

Após os passos de Elohim...



Caminharei
Autor: Edgardo Rivera
Versão Português: Tabernáculo El Shadday
Cifra: Gerson Silva


G                G/B               C9                                         
Porquanto tu tens escolhido
                        D                 G   D/F#   Em                    
O caminho estreito, o mais difícil
                                            C9                                         
Uma grande porção dos céus
              D7/4              G                  C   G                          
Te espera, porque tens decidido

        G/B              C9                                                  
Essa foi a profecia que
                D                                  G     D/F#  Em                      
O anjo disse ao Grande Mensageiro
                              C9                                                 
Isso em si produzirá a grande
    D7/4                         G          D                                 
Vitória do amor Amor Divino

                                    G                        D                                    
Caminharei esse caminho  (caminharei)
                                         G                                           
Após os passos de Elohim
                   C                                    D                                    
Quero chegar ao fim do tempo
                                                   G          D   (C     G)                           
Que o Amor Divino viva em mim


             G/B                   C9                                           
Este caminho tem provas
                        D7/4                    G      D/F#  Em                      
E muitas batalhas contra o inimigo
                                   C9                                           
Porém Seu Espírito Santo
                D7/4                      G      C   G                           
Nos guiará até o Amor Perfeito
                                C9                                          
Já não falta muito tempo
                    D7/4                   G      D/F#    Em                        
Pra peregrinar por esse caminho
                                 C9                          D7/4                            
Já se escuta a carruagem do nosso amado
                               G          D                                     
Vindo ao nosso encontro.



 

Por que os céus consistem da Palavra...

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Una Dulce Cancion ( poderia ser a Canção da Partida )

Quando O Cordeiro tomou o Livro e desceu em Apocalipse 10 para entrega- lo ao homem, o Anjo Forte, Cristo, jura que o tempo está terminado. Na Mensagem Senhores É o Tempo, o Irmão Branham reproduz isso. Acabou ! É tempo de ir embora. Não há por que protelar, há apenas que se entender isso não com a mente natural, por que ela é incapaz de entender as coisas do Espírito, mas com a mente de Cristo.
Há uma única forma legítima de se entoar esse hineto, e essa é fora da era de laodicéia, e de sua pobreza travestida de arrogância; de sua nudez,   por que recusou –se a trajar os vestidos que Eliezer a ofereceu,  e acha tão pretenciosamente que pode entrar na Festa da Núpcias de Mateus 22, com alguma veste feita por algum sistema, alguma boa denominação.    E onde deveríamos então canta- lo com jubilo sem igual ? Dentro sim de Lucas 17:20 – o reino de Deus invisível entre nós e em nós -  dentro de Efésios 1:10 – uma Santa Convocação;  de Apocalipse 10 do 8 ao 11, o Ministério da Esposa, após a Era do Profeta, com ofício e autoridade para Reprofetizar, por que a última Voz de Deus para o mundo, é a voz da Esposa.
Sublime e singela inspiração do Pastor Hugo Castillo, de Buenos Aires. Uma letra  simples, perfeita e ungida. Uma melodia idem. Só pode ter vindo de Deus.
Extraído e conectado a Mensagem A Plenitude do Tempo, pregada em Belo Horizonte/ MG e absolutamente obrigatória à que se conheça o dia e a hora em que vivemos. Disponível em http://www.avozdosetimoanjo.com.br/ . Insisto: Quem não viu essa mensagem, assista-a o quanto antes.
Essa é a Mensagem.


video

 
Uma Doce Canção

Uma doce canção
Se ouve no porto
De um barco que parte para Sião
Não há pranto e nem dor
Só um grande louvor
Ao Cordeiro que nos redimiu ( Apocalipse 5 )

Seu Destino será,
A Santa Cidade
Onde o sol, jamais se porá
Ainda resta um lugar
Se quiseres viajar
P´ra essa terra,
De amor e paz


Eu creio nisso !

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Do Terrestre ao Celestial, deste corpo a minha Teofânia !!!


video




DO TERRESTRE AO CELESTIAL
        Autores: Ministério de Música da Third
                    Exodus Assembly 
   Versão Português: Tabernáculo El Shadday
                    Cifra: Gerson Silva
                  
C                                   Em                                            
Se esta morada terrestre deste tabernáculo se desfizer                              
              F                 G                      C                                                
Temos outra eterna esperando nos céus                                                    
                                       Em                                         
Ele disse: Eu vou para preparar um lugar
                                 F         G                       C           C7
Para que onde eu estiver vocês também estejam


            F     G         C                                         
Do terrestre ao celestial
C7        F     G                    C                                                                
Deste corpo à minha teofania                                                                 
                     E7                                                   
Desta velha casa vil 
         Am  Am/G  F                                                                         
À casa de meu Pai.                                                           
              C                   G                                           
Essa morada que Ele fez para ti
Am Am/G  F                                                                           
E para mim.                                                                    
              C                   G                                           
Essa morada que Ele fez para ti
            C        F   G   C
e para mim.                                                                    

 C                                         Em                   
E neste corpo gememos anelando ser revestidos
                          F     G                   C       G   C                                             
De nosso novo corpo eterno nos céus                                                        
                               C                Em                                                           
Quando este corruptível for vestido de incorrupção
       F                  G                C        C7                              
Tragada será a morte pela vida


                  C                  Em                                         
Logo deixaremos este velho manto de carne
                         F   G                   C     F  G C                                                     
Trocando por outro eterno nos céus                                                         
               C                      Em                                      
E na ressurreição ante a última trombeta
                       F    G                     C          C7                     
Corpo glorificado teremos como Jesus.